segunda-feira, junho 4

Para os nao informados: Base instalada de Windows e Unix cresce em servidores no Brasil

via

Quando se trata de sistema operacional e pacote de produtividade, a presença da plataforma Microsoft permanece dominante tanto entre microcomputadores como em servidores ativos nas empresas brasileiras informa a 18ª Pesquisa Anual da FGV-EAESP, "Mercado Brasileiro de Informática e Uso nas Empresas".

O estudo anual divulgado nesta segunda-feira (04/06) mostra que o pacote Microsoft Office representa 92% da base instalada nas empresas. As versões de código aberto representam 7% da base e outros pacotes ficam com 1% de participação.

A avaliação feita com 1.660 empresas, entre setembro de 2006 e março de 2007, mostra que o uso do sistema operacional Windows em PCs corporativos permaneceu estável, entre 97% das máquinas ativas, sendo que a representatividade de sistemas da família Unix foi de 2% e outros softwares ficaram com 1% do segmento.

Nos servidores corporativos tanto Windows como Unix ganharam um ponto porcentual na base instalada, enquanto a plataforma Novell perdeu espaço passando a contar com 2% do setor. Atualmente, 65% dos servidores empresariais rodam Windows, 17% Linux e 31% Unix e família, sendo 2% entre outros sistemas.

Microprocessadores Pentium 4 e versões superiores equipam 73% dos PCs usados nas empresas brasileiras. Máquinas com Pentium III representam 16% da base instalada enquanto chips Pentium 2 equipam 8% da base. Os modelos Pentium I e outros ficam com 3,2% de representatividade.

Entre 2009 e 2010, a expectativa da FGV é de que o mercado total de microcomputadores (corporativo e de consumo) salte dos atuais 40 milhões para 60 milhões. Deste montante 60% das máuqinas já devem contar com outros processadores, 33% contar com chips Pentium 4 e os 7% restantes com modelos Pentium III, XT e Pentium II.

Alves da Rocha (O Critico da comunidade Linux)

6 comentários:

slomp disse...

Seria interessante comparar essa pesquisa da FGV com a pesquisa do IDC.

http://www.bsa.org/globalstudy/upload/2007-Global-Piracy-Study-Portuguese-Brazil.pdf.

O IDC estima que no Brasil 66% dos programas são ilegais (pirataria).

Anônimo disse...

Quando cheguei até este blog imaginava encontrar uma publicação séria. Não encontrei críticas ao Linux, encontrei louvas à Microsoft.
A seriedade com que o blog é encarado está nos comentários deixados nos posts: zero em quase todos eles.
Primeira e última visita.

Anônimo disse...

vai usar rwindows seu troll

eu vou moderar negativamente suas babaquices em qualquer lugar em que eu as ver... sei que mta gente tb está fazendo isso...

Concluindo: para vc deixar seu recado vai ter de pendurá-lo no pesco ço e desfilar rua afora...

TROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLLTROLL

Anônimo disse...

Alves da Rocha, acho que teu blog é como parte do teu nome:

Tosco e cara dura (como uma rocha!)

Como alguém pode criticar Linux e defender biadows? Tem pessoas que criticam Linux o Linux porque gostam do Mac ou de um FreeBsd, BSD, etc..

Mas criticar Linux para defender biadows? .. você sim que tem CARA DE ROCHA MESMO!

Anônimo disse...

Alves da Rocha, acho que teu blog é como parte do teu nome:

Tosco e cara dura (como uma rocha)[]s

Como alguém pode criticar Linux e defender biadows? Tem pessoas que criticam Linux porque gostam do Mac ou de um FreeBsd, BSD, etc..

Mas criticar Linux para defender biadows? .. você tem uma CARA DE ROCHA!

Renatow disse...

LOL, não tem seriedade nas notícias, poderia ser bem melhor, se o cara q escreve não demonstrasse tanta raiva do linux, amigo, Deus deu livre arbítrio a todos os homens, vc tem todo direito de criticar e pelo que vi vc tem muita vontade, mas faça isso de uma maneira menos apaixonada e mais séira tentando provar seu ponto de vista sem ser agressivo.